Domingo na Yayá (24/11) : CoralUSP Grupo Lapa

Os bailes nostalgia são eventos tradicionais em São Paulo e todo o Brasil.  Na semana em que se comemora o Dia da Consciência Negra o grupo Lapa do CoralUSP homenageia a cultura afro-brasileira com o repertório  “Baile nostalgia”. O grupo interpreta  o gênero black music com canções de compositores e intérpretes dos anos  1970 e 1980 como Tim Maia, Jorge Ben Jor, Wilson Simonal, Genival Cassiano, Hyldon, Di Melo, Gerson King Combo e Sandra de Sá.

O grupo Lapa é um dos 15 coros compõem o Coral da Universiade de São Paulo, uma das atividades de cultura e extensão universitária da USP.  A proposta musical do grupo,  que tem coordenação e regência de Mauro Aulicino, é voltada para a música popular brasileira e suas variadas influências. Os ensaios acontecem às segundas e quartas-feiras, das 20h às 22h15, na Prefeitura Regional LAPA.

Domingo na Yayá – CoralUSP Grupo Lapa 

Data

24/11/2019

Horário

Das 11h às 12h

Visitação: das 10h às 13h

Local

CPC-USP/Casa de Dona Yayá

Rua Major Diogo, 353 – Bela Vista – São Paulo

Para todas as idades.

Entrada gratuita.

Domingo na Yayá (10/11): Oficina Arqueologia do Futuro/MAE-USP

 

O CPC recebe mais uma vez a equipe de difusão cultural do Museu de Arqueologia e Etnologia da USP, que vai apresentar ao púbico infantil e adulto  princípios da ciência arqueológica por meio de objetos e maquetes táteis.  A oficina propõe refletir sobre o passado da região central de São Paulo e explorar seus diferentes momentos de ocupação, assim como projetar o imaginário para o futuro da cidade.

Esta programação integra a proposta da exposição “Museus e acervos da USP”, em cartaz na Casa de Dona Yayá, de divulgar o rico patrimônio cultural em acervos e coleções que cumprem importante papel na construção do conhecimento, da pesquisa científica e da extensão universitária.

Um dos quatro museus estatutários da USP, o MAE tem sob sua guarda um riquíssimo acervo de arqueologia e etnologia, áreas nas quais  também desenvole pesquisa de ponta,  além da forte atuação na divulgação científica por meio de exposições e atividades educativas. O acervo do MAE é composto por aproximadamente 1.500.000 itens, incluindo bojetos arqueológicos e etnográficos produzidos em diferentes continentes e épocas distintas – desde a Europa Paelolítica, com dezenas de milhares de anos de antiguidade,  até a produção recente de artefatos dos povos indígenas do Brasil.

 

Domingo na Yayá – Oficina Arqueologia do Futuro

Data

10/11/2019

Horário

Das 11h às 12h30

Visitação: das 10h às 13h

Local

CPC-USP/Casa de Dona Yayá

Rua Major Diogo, 353 – Bela Vista – São Paulo

Para todas as idades.

Entrada gratuita.

 

Domingo na Yayá (20/10): Oficina Fachadas da Bela Vista/MAC-USP

 

O CPC recebe o Museu de Arte Contemporânea  da USP para esta oficina com participação livre para adultos e crianças. O tema é a obra  Casas,  realizada em 1953 pelo artista italiano Alfredo Volpi . As educadoras  Andrea Amaral Biella e Maria Angela Serri Francoio vão orientar uma roda de conversa e de experimentação de jogos de quebra-cabeças, tendo em vista uma das temáticas do artista: a representação de fachadas.  Os participantes também serão convidados a realizarem desenhos e pinturas das fachadas das construções e moradias do bairro da Bela Vista, onde está localizada a sede do CPC, aplicando a técnica da tinta têmpera, muito utilizada por Volpi.

A pintura Casas pertence ao acervo do MAC-USP, que  foi criado em 1963, quando a Universidade de São Paulo recebeu o acervo do antigo Museu de Arte Moderna (MAM) de São Paulo. De posse desse rico acervo composto de obras de Amedeo Modigliani, Pablo Picasso, Joan Miró, Alexander Calder, Wassily Kandinsky, Tarsila do Amaral, Anita Malfatti, Emiliano Di Cavalcanti, Alfredo Volpi e Lygia Clark, dentre tantos outros artistas, o novo museu passou a atender aos principais objetivos da universidade, isto é, busca de conhecimento e sua disseminação qualificada para a sociedade. Instalado em um complexo arquitetônico criado nos anos de 1950 pelo arquiteto Oscar Niemeyer, tem um acervo de cerca de 10 mil obras, incluindo pinturas, gravuras, fotografias, arte conceitual, objetos e instalações. Centro de referência de arte moderna e contemporânea, brasileira e internacional, mantém à disposição de estudantes, de especialistas e do público em geral uma biblioteca e um importante arquivo documental.

A programação integra a proposta da exposição “Museus e Acervos da USP” de divulgar o rico patrimônio cultural em acervos e coleções que cumprem importante papel na construção do conhecimento, pesquisa científica e extensão universitária.

Data

06/10/2019

Horário

Das 11h às 12h30

Local

CPC-USP/Casa de Dona Yayá
Rua Major Diogo, 353 – Bela Vista – São Paulo

 Entrada gratuita – Para todas as idades

Domingo na Yayá (06/10): CoralUSP Grupo Feminino

 

 

O CoralUSP vem à Casa de Dona Yayá no próximo domingo com o grupo Feminino para apresentar “O Canto das Sereias”, programa composto por peças do repertório universal para coro feminino, compreendendo peças eruditas e populares, sacras e profanas, a capella ou com acompanhamento de piano e percussão.

O evento é parte do Domingo na Yayá, ação cultural do CPC de divulgação e fruição do patrimônio da Universidade de São Paulo. A programação variada compreende a visitação à Casa de Dona Yayá, exposições, apresentações musicais e oficinas para adultos e crianças. 

 

Local
CPC-USP/Casa de Dona Yayá
Rua Major Diogo, 353 – Bela Vista – São Paulo, SP

Data
06 de outubro de 2019

Horário
Abertura da Casa de Dona Yayá: das 10h às 13h
Apresentação: das 11h às 12h

Entrada gratuita

Domingo na Yayá (15/09): CoralUSP Grupo Andante

 

O CoralUSP Grupo Andante apresenta-se neste domingo, dia 15/09, na Casa de Dona Yayá. Sob a regência de Tiago Pinheiro, o grupo desenvolve um repertório eclético, que traz de composições renascentistas à música popular brasileira e cantos da cultura tradicional.  A proposta do grupo, que desenolve o projeto Panorama Coral, é percorrer um breve histórico das bases formadoras do ambiente musical contemporâneo, com arranjos a cappella ou acompanhados por cordas e percuteria.

O Coral da Universidade de São Paulo (CoralUSP) é formado por vários grupos com diferentes propostas artísticas que somam 560 coralistas. Fundado em 1967 pelo maestro Benito Juarez e José Luiz Visconti, o coral faz parte do quadro da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da USP (PRCEU–USP) e é aberto a toda a comunidade — qualquer pessoa maior de 18 anos pode participar.

Local
CPC-USP/Casa de Dona Yayá
Rua Major Diogo, 353 – Bela Vista – São Paulo, SP

Data
15 de setembro de 2019

Horário
Abertura da Casa de Dona Yayá: das 10h às 13h
Apresentação: das 11h às 12h

Entrada gratuita

Domingo na Yayá (1/9): Oficina Arqueologia do Futuro/MAE-USP

A equipe de Difusão Cultural do Museu de Arqueologia e Etnologia da USP vem a Casa de Dona Yayá para conversar e brincar com a ciência arqueológica por meio de objetos e maquetes táteis, refletindo o passado da região central de São Paulo e explorando seus diferentes momentos de ocupação, assim como o imaginário sobre o futuro. A programação integra a proposta da exposição “Museus e Acervos da USP” de divulgar o rico patrimônio cultural em acervos e coleções que cumprem importante papel na construção do conhecimento, pesquisa científica e extensão universitária.

O MAE/USP tem sob a sua guarda um riquíssimo acervo de Arqueologia e Etnologia, áreas nas quais também desenvolve pesquisa de ponta. Como museu universitário,  tem forte atuação na divulgação científica através de exposições e atividades educativas.  O acervo do MAE é composto por aproximadamente 1.500.000 itens, incluindo objetos arqueológicos e etnográficos produzidos em diferentes continentes e em épocas diversas, desde a Europa Paleolítica, com dezenas de milhares de anos de antiguidade, até a produção recente de artefatos dos povos indígenas do Brasil.

Data

01/09/2019

Horário

Das 11h às 12h30

Local

CPC-USP/Casa de Dona Yayá
Rua Major Diogo, 353 – Bela Vista – São Paulo

 Entrada gratuita – Para todas as idades

Domingo na Yayá (junho de 2019): Conversa com pesquisadores sobre o bairro do Bixiga

Domingo na Yayá — Conversa com pesquisadores sobre o bairro do Bixiga

O bairro do Bixiga é dos mais plurais da cidade de São Paulo, ainda que não exista formalmente nos mapas oficiais da cidade: normalmente associado a algumas regiões no interior do distrito da Bela Vista, o Bixiga é palco para muitas manifestações culturais e memórias de grupos diversos. Marcado pela já centenária herança africana e italiana, o Bixiga também reúne imigrantes de origem de outras regiões do país, como o Nordeste, bem como de levas mais recentes de imigração (haitianos, palestinos, entre outros). Impossível de ser reduzido a um único rótulo, o Bixiga apresenta também desafios para a implementação democrática de políticas públicas que reconheçam a riqueza de sua diversidade cultural e promovam a valorização de suas muitas memórias.

Continue reading “Domingo na Yayá (junho de 2019): Conversa com pesquisadores sobre o bairro do Bixiga”

Domingo na Yayá (maio de 2019): Conversa com pesquisadores sobre o bairro do Bixiga

Conversa com pesquisadores (maio de 2019)

O bairro do Bixiga é dos mais plurais da cidade de São Paulo, ainda que não exista formalmente nos mapas oficiais da cidade: normalmente associado a algumas regiões no interior do distrito da Bela Vista, o Bixiga é palco para muitas manifestações culturais e memórias de grupos diversos. Marcado pela já centenária herança africana e italiana, o Bixiga também reúne imigrantes de origem de outras regiões do país, como o Nordeste, bem como de levas mais recentes de imigração (haitianos, palestinos, entre outros). Impossível de ser reduzido a um único rótulo, o Bixiga apresenta também desafios para a implementação democrática de políticas públicas que reconheçam a riqueza de sua diversidade cultural e promovam a valorização de suas muitas memórias.

Continue reading “Domingo na Yayá (maio de 2019): Conversa com pesquisadores sobre o bairro do Bixiga”

Domingo na Yayá (24/3): Conversa com pesquisadores — Dia internacional do direito à verdade

Domingo na Yayá (24/3/2019): conversa com pesquisadores — Dia internacional do direito à verdade

DIA INTERNACIONAL DO DIREITO À VERDADE

No dia 24 de março celebra-se o Dia Internacional do Direito à Verdade. Na data são recordadas as graves violações de direitos humanos ocorridas em regimes de exceção instalados no passado em diferentes países. O dia é reivindicado e evocado por movimentos de defesa dos direitos humanos e pelos grupos que pautam a luta pela memória, verdade e reparação às vítimas das ações e crimes cometidos pelos estados e governos no contexto desses regimes. “Para que nunca mais se repita e para nunca mais esquecer” é lema compartilhado por muitos desses movimentos, colaborando para a construção de uma memória viva e crítica dos acontecimentos traumáticos de um passado ainda recente.

Continue reading “Domingo na Yayá (24/3): Conversa com pesquisadores — Dia internacional do direito à verdade”

Domingo na Yayá (fevereiro de 2019): Conversa com pesquisadores

Domingo na Yayá (fevereiro de 2019): Conversas com pesquisadores

Em fevereiro de 2019 o Centro de Preservação Cultural inicia um ciclo de Conversas com pesquisadores durante seus tradicionais Domingos na Yayá: rodas de conversa com especialistas e pesquisadores do campo do patrimônio cultural, com o objetivo de promover a divulgação científica e a aproximação entre o universo acadêmico e a sociedade em geral.

As conversas são uma oportunidade para conhecer os pesquisadores e seus objetos de investigação, além de proporcionar um espaço para debate e troca de conhecimento.

Continue reading “Domingo na Yayá (fevereiro de 2019): Conversa com pesquisadores”