Férias na Yayá Programação Janeiro 2020

 

O CPC-USP oferece programação diferenciada com atividades para o público adulto e infantil no mês de janeiro. As atividades são abertas à comunidade, com participação gratuita e sem inscrição prévia.

Esperamos você!

Veja a programação:

 

ITINERÁRIO URBANO: SÃO PAULO DE DONA YAYÁ
Domingo, 19 de janeiro, das 10h às 12h30

Caminhada pelo centro de São Paulo que pretende contar um pouco da história da cidade ao percorrer o trajeto entre as duas casas que serviram de residência a Dona Yayá: da rua Major Diogo até a rua 7 de Abril.  Após uma visita mediada à Casa de Dona Yayá, o grupo segue em caminhada para observar o entorno e buscar compreender as transformações pelas quais passaram o Bixiga, o Largo do Piques (Praça da Bandeira), o Centro Velho e o Centro Novo, ligados pelo Viaduto do Chá. A concentração será às 10h, com saída prevista às 11h.

 

TARDE NA YAYÁ
Terça-feira, 21/01, das 14h às 17h

No dia do aniversário de nascimento de Sebastiana de Mello Freira, a Dona Yayá, as crianças poderão participar de contação de história, de oficina de desenho e de confecção de livro em torno dessa personagem que faz parte da memória da cidade de São Paulo.

Quinta-feira, 23/01, das 14h às 17h

Mais uma tarde de brincadeiras para as crianças aproveitarem os dias de férias  na Casa de Dona Yayá, com cineminha, pipoca e jogos infantis coordenados pelos educadores e monitores do CPC.

 

OFICINA BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
Domingo, 26 de janeiro, das 11h às 14h30

Os educadores e monitores do CPC coordenam oficinas de confecção de brinquedos com materiais simples, como papel e materiais reciclados, jogos e brincadeiras em grupo, como bambolê e amarelinha. A proposta é que, a partir da memória das brincadeiras do final do século XIX e início do século XX, adultos e crianças possam vivenciar diferentes modos de brincar e interagir. 

 

EXPOSIÇÃO  MUSEUS E ACERVOS DA USP
Dia 19/01, das 10h às 13h, e dia 26/01, das 10h às 15h

A mostra apresenta, por meio de painéis fotográficos, os acervos e coleções de museus, centros de memória e documentação, centros de divulgação cultural e científica da Universidade de São Paulo. Esse rico patrimônio, distribuído entre 45 instituições da USP situadas na capital e no interior do estado de São Paulo, atende às atividades de ensino, pesquisa e ação cultural que a USP desenvolve junto ao meio acadêmico e à comunidade.

 

Local

CPC-USP/Casa de Dona Yayá

Rua Major Diogo, 353 – Bela Vista – São Paulo

Entrada gratuita

CPC na Jornada do Patrimônio 2018

CPC Jornada do Patrimônio 2018

No fim de semana dos dias 18 e 19 de agosto o Departamento do Patrimônio Histórico da Prefeitura de São Paulo promove a edição de 2018 de sua Jornada do Patrimônio, evento que mobiliza entusiastas do patrimônio cultural, proprietários e detentores de bens culturais e instituições ligadas à identificação, preservação e valorização do patrimônio. O CPC participa mais uma vez da Jornada com apresentações musicais, palestras, exposições e visitas mediadas à Casa de Dona Yayá.

Durante o fim de semana da Jornada do Patrimônio o CPC ficará aberto excepcionalmente no sábado, 18/8 e no domingo, 19/8, das 9h às 17h.

Continue reading “CPC na Jornada do Patrimônio 2018”

Domesticidade, gênero e cultura material — 5ª edição da série Estudos CPC

LANÇAMENTO
Domesticidade, gênero e cultura material

Data: quarta-feira, 9 de maio, a partir das 18h30
Local: Casa de Dona Yayá (Rua Major Diogo, 353, Bela Vista, São Paulo, SP)

Domesticidade, Gênero e Cultura Material, novo título da série Estudos CPC, é uma contribuição importante para os estudos, ainda escassos, sobre o habitar e a domesticidade, especialmente, as questões de gênero relacionadas com o espaço doméstico e a cultura material. O espaço da domesticidade é pensado neste volume como algo móvel, polissêmico, negociado, que envolve dimensões físicas, assim como práticas, normas, experiências, sentimentos, relações, subjetividades. Baseando-se no conceito de habitação como artefato de cultura, o volume tem como objetivo aprofundar o diálogo entre a arquitetura, as ciências sociais e a história, de forma a relacionar as permanências e as transformações nos modos de morar com os processos técnicos, estéticos, espaciais, morais, sociais, econômicos e políticos mais amplos.

Domesticidade, gênero e cultura material
Flávia Brito do Nascimento, Joana Mello de Carvalho e Silva, José Tavares Correia de Lira e Silvana Barbosa Rubino (Orgs.)
CPC/Edusp, 2017. Estudos CPC, 5

Convite para o lançamento da 6ª edição da série ESTUDOS CPC, intitulada DOMESTICIDADE, GÊNERO E CULTURA MATERIAL