O Centro Universitário Maria Antonia está instalado nos edifícios históricos que abrigaram a antiga Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP. Em mais de duas décadas de atuação multidisciplinar, conquistou um lugar próprio entre as instituições culturais da cidade, orientando-se por um conceito abrangente de formação. Situado estrategicamente, na região central de São Paulo, em área de grande concentração de instituições de cultura e ensino, atende um público diversificado.

Desde 1999, o Maria Antonia, como é conhecido, mantém um programa de exposições de arte com cerca de 20 mostras por ano, com a diretriz geral de reunir artistas contemporâneos de gerações diversas, dando espaço às mais diferentes técnicas e áreas de produção, além de mostras de arquitetura e de retrospectivas que visam a discussão sobre o passado recente da arte brasileira.
Os textos que acompanham essas exposições são produzidos, em grande maioria, por jovens autores, pós-graduandos e formados pela USP, dando, assim, espaço não apenas à exibição de obras, mas também à pesquisa e à reflexão crítica sobre arte. Paralelamente nossa equipe de mediação desenvolve projetos de pesquisa sobre arte contemporânea e disponibiliza, ainda, atendimento a professores e alunos da rede pública, assim como à visitação espontânea às exposições.

O Maria Antonia oferece mensalmente cursos de curta duração, ligados à área das ciências humanas e às artes em geral, e promove palestras, debates e seminários com especialistas de várias partes do Brasil e do exterior, além de outros eventos que resultam da pesquisa de unidades diversas da USP e de instituições parceiras. Abriga, ainda, a Biblioteca Gilda de Mello e Souza, com acervo dedicado principalmente às artes contemporâneas e áreas conexas, cujo núcleo gerador é a coleção de livros sobre artes, estética e história da arte que pertenceu à professora Gilda, primeira docente de Estética da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP.

O projeto de restauro e reforma de suas instalações abrange a sede atual e mais o edifício vizinho, que pertenceu igualmente à FFCL-USP. Com obras em fase de conclusão, o projeto – premiado pelo Instituto de Arquitetos do Brasil e pela Fundação Bienal de São Paulo – inclui mais espaços expositivos, novo auditório para música, cinema e outras atividades, café, livraria, e também uma praça interna com vegetação, que cria um novo espaço público, espécie de respiro no entorno densamente construído, colaborando para a revitalização da região central da cidade.

Informações

Local:

Casa de Dona Yayá

GPS:

-23.554537, -46.643004

Permalink:

Como Chegar?

Cursos Relacionados

Arquitetura e urbanismo

Artes cênicas

Artes visuais

História

Música